Pesquisar

domingo, 8 de maio de 2016

Quanto tempo leva: especialistas indicam período de estudos em cada área

À esquerda Thállius Moraes; à direita de baixo para cima Nestor Távora, Alessandro Ferraz, Rodrigo Castello e Alan Martins - fotos: divulgação

Diversos fatores podem influenciar o tempo que um candidato leva até conseguir aprovação em um concurso público, como o cargo escolhido, a frequência de seleções e principalmente o modo como o candidato se prepara. Com uma boa base de estudos e com exceção dos cargos nos quais há um longo espaço de tempo entre os concursos, o tempo médio que um candidato leva do início da preparação até a aprovação costuma variar de um a três anos, de acordo com o professor de Direito da escola Alfacon, Thállius Moraes. “Dependendo um pouco do cargo é uma média de um a três anos. Alguns levam menos, que são as exceções, mas tem gente que leva mais, que leva sete ou seis anos para ser aprovado”, afirma o professor.

Entre os motivos que podem retardar a aprovação estão a dificuldade em manter uma rotina de estudos e fatores psicológicos como o nervosismo ou a ansiedade. No caso de ansiedade, a dica de Moraes é que o candidato faça inúmeras provas até conseguir controlar esse fator e colocar o conhecimento em prática. Outro ponto apontado pelo professor é que o candidato não se imponha um prazo para ser aprovado. “A partir do momento que a pessoa fala ‘eu tenho que passar em um ano’, ela está colocando nela mesma pressão desnecessária. Colocando nela mesma um fator temporal que não tem como ser medido”, explica ele.

Há aspectos, no entanto, que podem ajudar o candidato a diminuir o tempo de estudos. Thállius de Moraes aponta três deles: resolver questões de provas anteriores da banca organizadora, estudar com um material de qualidade e direcionado para o assunto do concurso e ter disciplina. “Ele (candidato) tem que ter disciplina no estudo e persistência para continuar estudando, tem que ter fé. O resto o próprio tempo vai providenciando”, diz o professor.

Confira abaixo o que dizem os especialistas de diferentes áreas sobre o tempo de aprovação em concursos.

Área Fiscal
Na área fiscal um candidato costuma levar em média dois anos de estudos para conseguir a aprovação. De acordo com o coordenador de cursos da Área Fiscal do curso Cers, Alan Martins, o tempo mínimo possível para um concurso do segmento é um ano, o que é algo raro levando em conta a quantidade de conteúdo. “São muitas matérias e as áreas de conhecimento são diversificadas. Você tem a área jurídica, a de exatas e a contábil, então são muitas áreas. No mínimo um ano de estudo”, explica ele. O coordenador, no entanto, ressalta que há casos em que candidatos obtêm aprovação em poucos meses na área, muitas vezes por já possuir um conhecimento prévio sobre o assunto e casos em que candidatos levam até cinco anos de estudo. “Mas a hora da pessoa chega, às vezes não encaixa por nervosismo ou por estar estudando errado”, diz Martins.

Área Jurídica (juiz, promotor e procurador)
Os principais concursos das áreas jurídicas atualmente exigem que o candidato possua três anos de experiência na área depois de formado, a chamada “prática jurídica”. Esse fator faz com que a preparação para a área leve mais tempo quando comparada as demais. De acordo com o coordenador de estudos para concursos públicos da Rede LFG, Nestor Távora, após este período de experiência o candidato leva em média de dois a três anos de estudos até obter aprovação em um concurso. O coordenador ressalta que durante esse período de experiência é importante que o candidato já comece os estudos. “Quanto mais antecedência ele tiver e organização com o enfrentamento do edital, naturalmente as chances dele são potencializadas”, afirma ele. Para Távora a organização e qualidade de estudo estão diretamente ligados a diminuição do tempo de preparação. 


Tribunais
Um das áreas mais concorridas dentro do serviço público, a área de tribunais costuma ter uma grande variação de tempo de preparação entre os aprovados, justamente por contar com candidatos dos mais variados tipos, como jovens, recém-formados, concurseiros, entre outros. Por isso, o tempo de estudos necessário para passar em concursos de Tribunais é difícil de ser definido, pois depende da experiência de vida de cada pessoa, como ressalta o diretor do curso Neaf, Alessandro Ferraz. “Eu já vi aluno ser aprovado em dois meses, não é a regra, não pode nortear a nossa vida. E já vi alunos com três anos”, afirma ele. Ferraz, no entanto, acredita que um ano seja o tempo médio para a aprovação. “Acho que a grande maioria (dos candidatos), posso errar, mas com uma margem pequena de erro, com um ano de estudos já começa a colher frutos”, diz.

Área Policial
A área policial não costuma apresentar uma média de tempo para conseguir a aprovação, como destaca o professor da Central de Concursos, Rodrigo Castello. “Depende da disciplina dele (candidato). Não tem um tempo. Eu conheço gente que passou em seis meses e conheço quem está a dois anos prestando e não consegue, porque não tem objetivo principal definido, uma disciplina”, declara. Para Castello uma dica na área policial é sempre se preparar com provas anteriores. “Ele (o candidato) tem que resolver questões, porque a organizadora repete muitas questões em concursos das polícias”, diz ele.

Área Bancária
A aprovação na área bancária requer um tempo de estudos menor quando comparado as outras áreas. Segundo o professor do curso Alfacon, Thállius Moraes, os fatores que tornam possível que o estudo seja mais rápido na área são a frequência de seleções e o alto número de vagas. “Sempre tem uma quantidade muito boa de vagas e nós temos certa frequência de concursos”, explica ele. O tempo necessário, para o professor, não é fácil de ser definido. “Para bancos nós temos alunos que com meses foram aprovados. Em seis meses a pessoa consegue ser aprovada e tem gente que às vezes estuda dois anos e não consegue”, afirma Moraes. A dica é que os candidatos se preparem com antecedência para a área, antes mesmo de o edital sair.

Escrita por: Juliana Borges -
juliana.borges@folhadirigida.com.br

FONTE: http://www.folhadirigida.com.br/fd/Satellite/home